Mil atendimentos a refugiados

13 de novembro de 2017.

Uma caravana com cerca de 85 voluntários começou a atuar este mês no Oriente Médio. São irmãos em Cristo formados nas áreas de saúde, educação e artes. Cada grupo, com mais ou menos 20 WhatsApp Image 2017-11-13 at 4.03.02 PM (1)voluntários, serve em um campo por 10 dias. O primeiro foi enviado à capital do país onde nossos missionários Ana Thaís, Joshua e Anna Souza servem junto a refugiados sírios. Estes voluntários já cumpriram sua missão, retornando ao Brasil no último sábado (11). Outro país do Oriente Médio também está no foco da caravana. Juntas, as duas nações têm uma população de 1,7 milhões de refugiados, segundo a Organização das Nações Unidas. O casal missionário Caleb e Rebeca Mubarak, que também atua no Oriente Médio, acompanha os voluntários.

“Esse pessoal deu o seu melhor durante todos os dias em que atendeu aos enfermos e carentes.  Foi uma semana intensa, mas cada um foi usado e pôde abençoar a todos que passaram por seus cuidados e atenção”, disse o Pr Caleb.

Os missionários estão plenamente envolvidos nas ações. Só nos primeiros 10 dias, Caleb conta que eles fizeram mais de mil atendimentos e ouviram muitos testemunhos.  Missionários e voluntários cuidaram de pessoas que têm recebido a atenção de Missões Mundiais desde que a guerra começou e que hoje já caminham com Cristo e têm ousadia, segundo Caleb, de dizer a todos que hoje pertencem ao Senhor Jesus.

“Houve um homem que após esperar durante um dia inteiro para receber um cuidado odontológico, devido a grande quantidade de pessoas que se apresentaram. Ao sair daqui e se encontrar com um membro da equipe local, ele disse que pela primeira vez, desde que chegou ao campo refugiado, foi tratado como um ser humano”, conta o missionário.

Caleb ressaltou que testemunhos assim o faz acreditar que vale a pena pensar no outro e entender que podemos fazer a diferença em nossa própria geração.

O segundo grupo de brasileiros chegou ao campo na madrugada de sábado (hora local) e já começou a atuar no dia seguinte. O próximo grupo chegará na semana que vem.

Você também pode apoiar ações junto a refugiados.

 

por Marcia Pinheiro

ADOTE O PROJETO VOLUNTÁRIOS SEM FRONTEIRAS - REFUGIADOS


Uma resposta para “Mil atendimentos a refugiados”

  1. Erica Pereira Da Silva disse:

    Graça e Paz!
    Gostaria de participar da caravana para o Haiti

Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.