Uruguai: cuidado da família pastoral

11 de agosto de 2017

Aconteceu no último mês no Uruguai o primeiro Retiro de Esposas de Pastores e Missionários Batistas, e nosso casal Daniel e Clélia de Oliveira mat_uruguai_esposas-pastoresparticipou juntamente à organização para que o evento se tornasse realidade. Foi um momento de cuidado e também comunhão com as 23 irmãs em Cristo.

“Ao final, partilhamos do pão e da Palavra de Deus, além de um tempo de reflexão sobre síndrome do aquário”, compartilha Clélia.

Prevenção ao suicídio
Ao mesmo tempo, a missionária continua seu ministério de prevenção ao suicídio em um país onde esse ato extremo o torna um dos líderes do ranking mundial. Segundo dados do Ministério da Saúde do Uruguai, duas pessoas tiram a própria vida por dia na nação sul-americana.

Ela completou um curso de atualização em Suicidologia juntamente com outras duas irmãs, e o plano das três é formar uma equipe de trabalho que atue nesse campo de tanta necessidade.

“Para a glória de nosso Deus, já estamos vendo sinais para a concretização desse objetivo”, conta Clélia. “Ainda sobre prevenção, tivemos a oportunidade de participar com outros profissionais cristãos em uma série de palestras sobre bullying, depressão e suicídio, promovidos pela prefeitura de uma cidade no interior”, completa.

Clélia compartilha que, nessa localidade, visitou uma escola técnica e depois um colégio, onde a diretora não permitiu tocar no tema de prevenção do suicídio por causa de um recente histórico de quatro pais de alunos que se mataram.

“Essa atividade é fruto de muito trabalho para poder chegar aos mais vulneráveis com uma palavra de vida. Não tem sido fácil, pois o Uruguai é um país onde se restringe falar sobre Deus nas escolas, colégios, universidades e órgãos públicos, sob a pena de infringir a lei de laicidade”, explica a missionária.

Mesmo assim, uma das frases deixadas aos alunos para reflexão dizia que “todas as decisões que tomamos geram vida ou nos levam à morte; a vida se perde quando não a reconhecemos como dádiva do Criador”.

“Isso foi suficiente para que um professor nos denunciasse por violar a lei de laicidade. Estamos orando pelo diretor dessa instituição, para que isso não gere mais problemas para ele”, conclui Clélia.

por Willy Rangel

ADOTE O CASAL DANIEL E CLÉLIA DE OLIVEIRA


Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.