Um novo ano. A mesma esperança

5 de janeiro de 2018

Durante o ano de 2017, muitos testemunhos foram marcantes na vida de várias famílias e impactantes por podermos ver e sentir como Deus 22554978_10208489816643485_5294335538500253031_ntrabalha, como transforma e como escreve novas histórias na vida das crianças e famílias do PEPE (programa socieducativo).

Muitos alunos do PEPE têm crescido e mostrado que realmente tiveram um encontro com o Senhor. Entre eles, mencionamos estes pelos quais pedimos suas orações.

Marquito, 19 anos: Terminou o primeiro ano do seminário e está feliz em continuar seus estudos. Toda a sua família está na igreja. Esperamos em Deus que seja um grande ganhador de almas.

Johan, 15 anos: Ele sonha em ser um pastor e engenheiro civil para ganhar vidas e também construir lindos templos. Hoje, dominicalmente busca outros ex-pepitos (alunos do PEPE) para que assistam à igreja.

Angel, 14 anos: Este é um ex-aluno que teve um tumor na perna e, através do cuidado dos missionários-educadores e ajuda enviada por Deus, não precisou amputá-la, e hoje com toda sua família são membros de uma igreja.

Cesarina, mãe de um Pepito: Quando seu filho chegou ao PEPE, tinha uma vida destruída, a igreja a discipulou e batizou; hoje tem alegria de ser salva e passou a ser a missionária-educadora onde seu filho estudou.

Maria, Gasparina e Pedro, 14 anos: estudaram no PEPE e hoje são parte do grupo de louvor na igreja que frequentam.

César, 13 anos: Veio de uma família desestruturada, criado pela avó (uma católica ferrenha), foi expulso de casa por ela por se recusar a se ajoelhar diante de ídolos.

Fiorella: Veio da Venezuela para o Equador com sua família e foi recebida com carinho pelo PEPE da igreja. Hoje toda família está batizada e feliz por haver conhecido Jesus através do PEPE.

É impressionante como o amor de Deus pode transformar vidas! Vale a pena investir nas crianças e vê-las transformadas para uma nova vida com Cristo.

Não sei quais e nem quantos serão os desafios em 2018 a enfrentar. Talvez falta de material? Falta de mobiliário? Falta de banheiros? Não sei! Mas não importa. Estou segura que a obra é de Deus e Ele e nos dará vitórias.

Teremos um novo grupo de pepitos, e seguramente Deus tem planos para cada um deles e suas famílias. Minha oração é que juntos sigamos fazendo parte dos planos de Deus de ganhar grandes e pequenos para o Reino eterno.

Lidia Klava da Silva
coordenadora do PEPE na América do Sul e missionária no Paraguai

ADOTE O PEPE INTERNACIONAL


Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.