Treinamento dos Missionários

28 de fevereiro de 2018

Este mês, aconteceu na sede de Missões Mundiais, no Rio de Janeiro, o treinamento de missionários para o campo. Participaram 14 vocacionados que serão enviados a diversos lugares do mundo ainda este ano.treinamento

Do dia 4 a 28 de fevereiro, os vocacionados se prepararam para atuar com discernimento no campo missionário.

Coordenado pelo Pr. Jarbas Ferreira, o treinamento tem a proposta de orientar os candidatos levando em consideração diversas áreas em que o missionário de longo período deve ter embasamento, tais como espiritual, cognitiva, de competência, talentos, dons e acerca da vocação de cada um.

“Nosso treinamento tenta cobrir essas áreas propiciando de certa forma uma conscientização particular do candidato sobre seu próprio chamado, seu próprio dom e a sua própria vocação. Temos como objetivo auxiliar o candidato a se encontrar, estar entusiasmado e convicto da escolha que ele tem feito de ir para o campo missionário transcultural”, comenta o Pr. Jarbas Ferreira.

Foram diversos temas abordados por palestrantes, pastores e coordenadores da área missionária.

Jane, missionária no Brasil há 25 anos, trabalha com o preparo de brasileiros e pessoas da América Latina para o campo missionário transcultural desde 2005 e foi uma das palestrantes do treinamento, onde falou sobre o tema “família missionária”.

“Muitas famílias vão para o campo e não pensam muito bem sobre os desafios que podem enfrentar em uma situação transcultural. O que a gente gostaria de fazer é ajudá-los em uma reflexão, de forma que possam preparar os filhos para as mudanças que vão enfrentar”, diz Jan.

A missionária também trabalha no CIM (Cuidado Integral do Missionário), em um departamento onde o foco é cuidar dos filhos de missionários e ajudar agências e igrejas a entenderem mais sobre o cuidado da família missionária.

“Sabemos que somente com a graça de Deus conseguiremos e poderemos ajudar nossos filhos, mas também podemos nos preparar para isso e por isso eu vim aplicar este treinamento”, comenta Jan.

Maurício Cunha, diretor do Centro de Assistência e Desenvolvimento Integral (CADI), uma organização que trabalha com transformação de comunidades da perspectiva cristã, também ministrou uma palestra. Durante as aulas, ele falou sobre desenvolvimento comunitário e como o missionário pode se engajar na área de projetos sociais.

“Para manifestar o Reino de Deus, o missionário acaba desenvolvendo temas relacionados à justiça, educação, projetos de saúde, de proteção da infância e de defesa dos seus direitos. Para isso, o missionário precisa ter uma formação mínima, conceitual, bíblica e técnica”, comenta Maurício sobre o que aplicou.

Os nomes dos missionários foram preservados pela possibilidade de seguirem para o campo de risco à pregação do Evangelho.
Conheça as diversas formas de servir aqui

colaboração: Ana Jhuly Stellet

ADOTE UM PROJETO MISSIONÁRIO


Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.