Preparados para impactar o Paraguai

08 de janeiro de 2018.

Várias pessoas foram batizadas no Paraguai no fim de 2017. Nossa missionária Ana Lúcia Ferreira destaca principalmente os batismos de juniores, que fizeram todos os estudos de batismo e terminaram o discipulado.

“Eles queriam ser batizados muito antes, mas falamos que eles precisavam passar por todos os estudos e discipulado para chegar ao batismo. Nossos juniores foram pacientes e concluíram todos os estudos”, disse a missionária.pepe_paraguai

Estes adolescentes são frutos de quase dois anos de trabalho missionário que, em novembro passado, integraram um grupo de 10 pessoas batizadas. Por estas vidas que agora fazem parte da grande família de Deus, houve uma grande festa no céu.

Novos frutos poderão ser apresentados a Deus em breve. Eles estão sendo cultivados no PEPE (programa socioeducativo) e na escola de futebol. Em 2017, foram graduadas cerca de 70 crianças. Não só elas, assim como suas famílias também foram alcançadas pelas ações missionárias.

“Ensinar as crianças no caminho do Senhor é o maior prazer que temos. Agradecemos a Deus pelo ano que passou e porque muitas crianças ouviram do amor de Cristo juntamente com seus familiares”, declara a missionária.

Na escola de futebol, pré-adolescentes participaram de amistosos contra outras escolas. Para garantir lugar nos jogos, eles tiveram que passar também pela Escola Bíblica Dominical e receberam a visita de nossa missionária, que procura conhecer a realidade familiar de cada aluno.

“A maioria destes adolescentes foi rejeitada por outra escola de futebol por causa do comportamento. Temos algumas regras e, se eles não cumprem, não podem jogar. Como eles querem jogar, a maioria se comporta bem”, conta Ana Lúcia.

O time já tem um nome: Os Águias. Mas ainda aguarda por uniformes. Por isso, nossa missionária pede orações e ofertas.

Esta é apenas uma das muitas necessidades da obra missionária no Paraguai. Faça parte com suas orações, ofertas e mobilização. Considere também fazer uma visita a este campo missionário como voluntário.

por Marcia Pinheiro



Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.