Esporte evangelístico

2 de agosto de 2018

O missionário Lyubomyr Matveyev está dando continuidade a um Lyubomyr - Ucrânia - 03trabalho esportivo que começou em 2017 com a parceria da Brasil Soccer Academy (BSA), em Lviv, Ucrânia.  No mês de maio, o missionário recebeu um grupo de jogadores voluntários para ajudar com o projeto na Rússia, entre eles o ex-jogador brasileiro, Diogo Rincón, que fez sucesso no Internacional, Dínamo de Kiev e Corinthians.

O objetivo é dar sequência ao trabalho para que seja implantado em outras cidades da Ucrânia e países vizinhos. Além de atletas brasileiros, o grupo também tinha um português e um chileno, fato que aumentou o interesse dos ucranianos nas atividades.

No dia 19 de maio o missionário, juntamente com os voluntários, Lyubomyr - Ucrânia - 02viajou até Maripol, uma cidade na Rússiaaterrorizada pela guerra separatista, e que fica a 10 km da zona de conflito. Eles foram realizar mais um trabalho esportivo com a população local.

“Lembro-me de um dia em que jogávamos na quadra com um grupo formado por crianças, adolescentes e jovens na escola de futebol treinada pelo meu aluno Oleksandr, que se esforça para envolver a igreja nesse projeto social através de futebol. De repente, ouvimos as bombas estourando e o campo tremendo”, conta  Lyubomyr

Apesar do contexto de guerra, eles viram muita gente sedenta da Palavra de Deus anunciada pelos voluntários. No primeiro domingo, participaram de vários cultos nas igrejas locais. Para os ucranianos, os testemunhos dos atletas e missionários brasileiros impactaram suas vidas. No culto de jovens, dezenas de participantes aceitaram a Jesus e outros se consagraram ao ministério.

Durante quatro dias, o grupo esteve em Maripol realizando clínicas de futebol para mais de 700 crianças, além de muitos jogos amistosos e vários torneios. Em todos os dias havia um momento dirigido aos torcedores e jogadores locais com uma palavra evangelística. Praticamente todos os voluntários falaram ao público, mas Diogo Ricón foi a atração principal. Além do bom futebol, ele contou como Deus transformou sua vida, libertando-o do vício do álcool e refazendo sua vida ao lado da família. Os resultados no campo pouco importavam. O importante era a pregação da Palavra e a salvação das pessoas.

“Ao final, todos estavam cansados fisicamente, mas com o gosto de vitória. Embarcamos em um trem e retornamos para casa. Fomos muito abençoados por Deus em Maripol. As sementes foram plantadas, outras até colhidas e o restante ficou por tempo determinado no solo, pois a Palavra de Deus não volta vazia”, declara o missionário.

Ele pede nossas orações para que a semente do Evangelho plantada em Maripol brote e dê seu fruto no tempo certo e que muitas outras oportunidades como esta possam ser aproveitadas para anúncio do Evangelho de Cristo em outras regiões do planeta.

colaboração: Ana Jhuly Stellet

ADOTE O PROJETO MISSIONÁRIO


Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.