Encontro de mulheres

19 de junho de 2018.

Captura de Tela 2018-06-19 às 09.29.38A ideia de reunir mulheres em um encontro nasceu da necessidade de desenvolver estratégias para evangelização. Na cidade de Pistóia, na região da Toscana, realizamos três encontros com espaço de três semanas entre eles, com temas relacionados à rejeição.

O primeiro encontro teve como tema: “A importância de sentir-se aceita – As respostas que procurava”. O segundo foi “A rejeição vivida em família” - com ênfase no casamento e como a rejeição é projetada nos filhos. No terceiro encontro, o tema foi “Ama a ti mesma – aceitação de si mesma contra a depressão e amargura”.

Foram três eventos abençoados, que contaram ao todo com a participação de 64 mulheres; 34 participantes em média. Dentre elas, 20 eram não crentes, 17 da própria igreja e as demais eram membros de outras três igrejas.

Não tivemos manifestações de aceitação a Cristo, mas cerca de 30 mulheres manifestaram o desejo de busca por cura interior de feridas especialmente vividas em família.

Pude perceber o quanto é grande a necessidade nesta área. Até mesmo dentro das igrejas há corações partidos e sofridos, precisando do amor de Jesus.

 Raquel Florêncio, missionária na Itália

 

Interceda

20180414_180301De acordo com estudo do do Instituto Superior de Saúde (ISS), entre 2013 e 2016, quase 6% da população italiana (cerca de 2,5 milhões de pessoas) com idades entre 18 e 69 anos apresentaram sintomas depressivos.

Especialistas locais consideram que os sintomas depressivos de pessoas que não possuem a cidadania italiana são maiores (6,1%), pois vieram ao país em condições piores de vida.

Em relação a idade, a depressão atinge mais os italianos que têm entre 50 e 69 anos (7,7%). Enquanto os sintomas da doença são diagnosticados em 4,4 % da população entre 18 e 34 anos.

Já as razões pelos quais os italianos ficaram depressivos estão ligados a dificuldades financeiras (11,3%) e ao estado de saúde (12,6%), principalmente em pessoas que sofrem com doenças crônicas.

Ore para que os nossos missionários na Itália possam alcançar pessoas que ainda não tiveram um verdadeiro encontro com o Senhor Jesus.



Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.