Uma organização missionária

19 de janeiro de 2018.

Untitled-6Atualmente integrante da equipe dos Embaixadores do Rei e missionário mobilizador de Missões Mundiais, o Pr Felipe Oliveira conta que o grupo surgiu de um movimento de meninos que se reuniu para orar e estudar missões nos Estados Unidos, em 1882. E que em 1948, o pastor da Junta de Richmond Willian Alvin Hatton trouxe este trabalho dos embaixadores para o Brasil, iniciando na Igreja Batista da Tijuca. Oficialmente a primeira embaixada no Brasil chama-se William Buck Bagby da Igreja Batista da Tijuca, no Rio de Janeiro/RJ (hoje PIB do Andaraí) foi organizada em 25 de agosto de 1948.

Em agosto de 1950 foi comprado o Sítio do Sossego, em Casemiro de Abreu/RJ, e no período de 26 de fevereiro a 1º de março de 1951 foi realizado o 1º Acampamento dos Embaixadores do Rei, no Sítio do Sossego, com 18 acampantes e três igrejas representadas.

“O formato é o mesmo dos Estados Unidos: a cada semana de janeiro, reunimos um grupo de cerca de 400 meninos com idade entre 9 e 17 Sítio do Sossego - SEM DATAanos”, conta o Pr Felipe.

Neste ano de 2018, quando a organização completa 70 anos, o Acampamento Nacional de Verão recebe, a cada semana de janeiro, 400 meninos. E Missões Mundiais não poderia deixar de estar com eles (leia mais).

“Nós somos uma organização missionária. Temos como essência o desenvolvimento físico, moral e espiritual do menino. Esta oportunidade de Missões Mundiais estar aqui com eles é muito importante, porque eles precisam conhecer a estrutura da nossa organização missionária. Temos vários líderes e missionários que foram Embaixadores do Rei. Um deles é o Pr João Marcos Barreto Soares, que hoje é diretor executivo de Missões Mundiais”, conta o Pr Felipe.

_MG_047502E a partir do depoimento de alguns meninos, certificamos a importância para a obra missionária de se investir na preparação destes que são chamados pelo grande Eu Sou para levar esperança às nações.

“Gosto da Palavra de Deus.  Foi isso que me chamou atenção para ser um embaixador. Sempre acompanho as campanhas missionárias e gostei muito da campanha Leve Esperança. Sonho um dia em ser presbítero, assim como o meu pai. Mas quero fazer o que for da vontade de Deus.” – Victor Hugo Bonifácio da Silva (13), PIB Jardim Pernambuco, em Nova Iguaçu/RJ.

DUPLA VMM

 

“Comecei no ano passado como embaixador. Desde os 5 anos sonho em ser missionário. Sempre que vou a eventos com missionários, eu me apaixono. Pretendo trabalhar na África com crianças que não conhecem a Deus.” – Lucas Monteiro dos Santos (13), PIB Guará, Brasília.

 

DSC_839806

 

 

“Sou embaixador há menos de um ano. O acampamento está muito divertido e eu adorei a presença do Fernandinho. Foi bom conhecer um pouco mais sobre missões, saber que os missionários vão pregar a Palavra de Deus pra quem não conhece.” – Pedro Nogueira (12), Igreja Batista Sião, Taguatinga/DF.

 

“Na embaixada eu me sinto mais perto de Deus. O primeiro missionário que conheci foi o César Queiroz, que contou pra gente como ele falava de Deus usando o surf e o futebol. Minha igreja já participa de Missões Mundiais e eu quero participar também.” – Marcos Andrade (10), Igreja Batista em Campo Grande, Rio de Janeiro/RJ.

 

por Marcia Pinheiro



Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.