DNA missionário com Venezuela

6 de dezembro de 2017

Dentro das ações de compartilhamento do nosso DNA missionário com a Convenção Nacional Batista da Venezuela (CNBV), que no ano passado enviou representantes à sede de Missões Mundiais, uma nova fase de aprofundamento desse relacionamento começou agora em setembro de 2017, com o envio de uma representante que ficará um total de seis meses no Rio de Janeiro para futuramente apoiar a formação de uma agência missionária dos batistas venezuelanos.

Segundo o coordenador de Missões Mundiais para as Américas, Pr. Ruy Oliveira Jr., a vinda da venezuelana Adriana Rodriguez representa a mat_venezuela-dna_adriana-rodriguezterceira fase do convênio entre Missões Mundiais e a CNBV, o que permitirá colaborar significativamente com o desenvolvimento dos processos de uma agência missionária transcultural venezuelana.

“Adriana está tendo a oportunidade de aprender com os especialistas em cada processo, e o feedback sobre seu desempenho é positivo”, destaca o Pr. Ruy.

Para Adriana, é uma grande oportunidade estar em Missões Mundiais para aprender com a experiência de cada área nos bastidores da agência missionária transcultural dos batistas brasileiros.

“São poucas pessoas que estão trabalhando muito, e é ótimo compartilhar com eles tanto em nível pessoal quanto profissional. Você vê o amor que eles têm por Cristo”, diz Adriana. “Esse é o nosso desejo, que na Venezuela também tenhamos uma equipe assim, trabalhando em conjunto, que se sinta como uma família”, completa.

Segundo a enviada da CNBV, os principais objetivos da futura agência são montar uma estrutura para atuação de colaboradores que apoiarão os missionários e investir no cuidado integral dos missionários. E Adriana destaca que, mesmo com a Venezuela passando por uma forte crise econômica e política, a agência missionária transcultural da CNBV é o desejo que reflete o amor dos crentes venezuelanos por missões.

Adriana já passou pela coordenação de Recursos Humanos e mais recentemente pela Gerência de Comunicação e Marketing.

A analista de RH de Missões Mundiais Fernanda Rocha espera ter contribuído com a seleção de novos missionários venezuelanos que seguirão para outros países.

“Transferimos nossa experiência, apresentamos os processos e a maneira como Deus tem nos direcionado na seleção de brasileiros para os campos de Missões Mundiais”, diz Fernanda. “Ao apresentarmos os trabalhos que o RH desenvolve, Adriana interagiu e fez várias perguntas que nos fizeram refletir sobre a realização das nossas atividades e como elas têm impactado Missões Mundiais e os campos missionários onde atuamos”, destaca a analista de RH.

Para a gerente de Comunicação e Marketing, Danielle Lira, é uma honra ter recebido Adriana, “uma jovem inteligente, com coração missionário, que veio sozinha para aprender o que nós fazemos, como fazemos e por que fazemos”.

“Ela também trouxe conhecimento da sua realidade e de outros idiomas, com um novo olhar de quem não está sempre no nosso meio. Acho que esse intercâmbio deveria acontecer mais vezes, não só para receber, mas também enviar pessoas para trocar informações e experiências”, declara a gerente de Comunicação e Marketing.

Essa ação piloto com a CNBV está envolvendo diretamente os colaboradores da sede, a quem o Pr. Ruy externa seus agradecimentos.

“Adriana tem expressado seu sentimento de se sentir acolhida e, principalmente, de avaliar as atividades realizadas até aqui como produtivas e relevantes para as ações posteriores na Venezuela”, relata o Pr. Ruy, segundo quem a avaliação até aqui tem se mostrado positiva, na direção de alcançar os objetivos propostos para compartilhamento do DNA missionário.

por Willy Rangel

APOIE O PROJETO “DNA MISSIONÁRIO – VENEZUELA”


Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.