Cuba e Venezuela na sede JMM

16 de dezembro de 2016

Sete representantes das convenções batistas de Venezuela, Cuba Ocidental e Cuba Oriental estão no Rio de Janeiro desde o mat_jmm_cuba-venezuela_ruy-oliveirainício da semana para uma jornada de imersão no universo de Missões Mundiais como parte do projeto de transferência de DNA missionário. Ao longo de quatro dias, de terça-feira (13) até hoje, eles tiveram a oportunidade de conhecer nossos projetos e também missionários, a estrutura na sede a fim de contribuir com o crescimento do Reino.

O encontro é uma realização da Gerência de Missões e viabilizado com a participação do Pr. Ruy Oliveira Jr., coordenador da JMM para a América Latina, e também dos missionários Elbio Márquez (Paraguai) e Augusto Lima (Caribe).

Todos os representantes das convenções visitantes tiveram a oportunidade inclusive de participar do culto semanal dos colaboradores da sede, no primeiro dia de encontro.

O primeiro a falar no culto foi o Pr. Carlos Rodriguez, diretor da Convenção Nacional Batista da Venezuela. Ele agradeceu o mat_jmm_cuba-venezuela_elbio-marquezconvite para vir à sede da JMM e destacou a ajuda da agência missionária transcultural da Convenção Batista Brasileira neste momento difícil em todos os sentidos na Venezuela, o fato de estarem aqui para aprender e contribuir para que mais venezuelanos vocacionados possam seguir para campos estrangeiros cumprindo o ide de Cristo.

Em Cuba, existem duas convenções batistas, por questões históricas: a denominada ocidental, apoiada pela convenção do sul dos Estados Unidos até que um evento político inviabilizou a parceria, e a oriental, apoiada pelos americanos do norte.

Quem falou representando a Convenção Batista de Cuba Oriental foi o Pr. Josué Rodriguez Lera, vice-presidente.

“Estamos aqui para aprender, e nossos corações estão abertos a isso”, afirmou o Pr. Josué.mat_jmm_cuba-venezuela_joao-marcos

Em seguida, falou Karell Tomàs Lescaille Matos, diretor da junta missionária da Convenção Batista de Cuba Ocidental e também da agência Cubanos para as Nações. Ele manifestou a gratidão pelo convite para vir ao Brasil e destacou que nosso país faz parte da história de Cuba.

“Se hoje vivemos um avivamento em Cuba, é pelo poder do Espírito Santo, mas também graças a suas orações”, declarou.

A imersão na semana de projeto de transferência de DNA missionário englobou palestras, atividades práticas e encontros com representantes tanto da Junta de Missões Mundiais, com o diretor executivo Pr. João Marcos Barreto Soares, e da Convenção Batista Brasileira, com o diretor geral Pr. Sócrates Oliveira de Souza. Eles também conheceram projetos como o PEPE (programa socioeducativo), Radical, receberam capacitação sobre mobilização e promoção missionária nas igrejas, conheceram nossa estrutura de Comunicação e Marketing, entre muitas outras.

“É um momento especial pelo qual temos orado há muito tempo. Começamos a interceder por isso no momento em que mat_jmm_cuba-venezuela_terezinha-candieiroentendemos que poderíamos compartilhar nosso DNA missionário e poder trazer nossos irmãos até a nossa casa para conhecer como nós trabalhamos, conhecer as pessoas que fazem esse trabalho e para trocar experiências com cada um de nós”, diz o Pr. Ruy Oliveira Jr. “Assim como o nosso coração é missionário, o de nossos irmãos cubanos e venezuelanos também é, e sabemos que somente juntos poderemos cumprir a missão que Deus nos confiou”, conclui.

por Willy Rangel

ADOTE UM MISSIONÁRIO OU PROJETO


Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.