Celebramos

26 de junho de 2018.

Ide por todo o mundo: 27 de junho de 1907. Para alguns, um desafio impossível. Para outros, uma missão.
Quem enviar? Como enviar? Para onde enviar?
Eles não tinham todas as respostas.
A obra missionária é realizada por aqueles que não têm todas as respostas.
Ela é feita por aqueles que ouvem a voz inconfundível de Deus.
Cento e onze anos se passaram. Hoje estamos presentes em 81 países.

Celebramos por atuarmos em países que figuram na lista dos mais perseguidos e que abrigam as pessoas mais pobres da Terra.

Celebramos por desenvolvermos 88 projetos nas áreas de Educação, Saúde, Esporte, Cuidado com a Criança e Emergencial e tantas outras.

Celebramos pelos nossos jovens do programa Radical que renovam as forças dos nossos missionários efetivos na América Latina, no Haiti, na África e na Ásia.

Celebramos pelo que Deus está fazendo na Europa, onde dezenas de ex-muçulmanos refugiados foram batizados por dois ex-seguidores do islã que também chegaram ao continente em busca de esperança.

Celebramos por apresentarmos Jesus a presos e dependentes químicos na Ucrânia.

Celebramos pela igreja entre os povos Sisal, que já está plantando mais três outras igrejas entre povos não alcançados na África.

Celebramos por sermos perseguidos no Sul da Ásia e por sermos resposta aos refugiados no Oriente Médio.

Celebramos por termos a oportunidade de cuidar de 25 órfãos no país mais fechado ao Evangelho.

Há 111 anos, quem poderia imaginar? Quem ousaria?

Pela plantação da nova igreja em Vigevano, Itália.

Pelo apoio a mulheres vítimas da violência doméstica na Letônia.

Em um dos países do Oriente Médio, levamos esperança a 3 mil refugiados.

Celebramos por mais de 16 mil crianças atendidas através do PEPE, programa socioeducativo, e pelas novas 10 unidades inauguradas em Honduras.

Celebramos também, aqui no Brasil, com pessoas de todas as idades, promotores, pastores e igrejas  de norte a sul do país.

Celebramos pelo envio de nove missionários brasileiros e pelos voluntários enviados aos campos.

Celebramos por Deus ter nos permitido chegar neste ano a dois novos países, onde levamos esperança aos refugiados.

Celebramos, celebramos e celebramos!

Em nome das mais de 80 mil pessoas beneficiadas, nossa gratidão:
1.Deus + 1.Missionários + 1.Você.

Juntos fazemos parte desta história.

 

 

 



Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.