Campanha 2018 lançada oficialmente

6 de fevereiro de 2018

Um grande culto marcou o lançamento oficial da campanha 2018, “EU SOU, Esperança às Nações”. Foi nesta segunda-feira (5) no templo da Igreja mat_lancamento-campanha_destaqueBatista Itacuruçá, que ficou lotado. O público presente ouviu do diretor executivo de Missões Mundiais, Pr. João Marcos Barreto Soares, a explicação do conceito da campanha, que pelo segundo ano seguido teve a música oficial composta por Alexandre Magnani. O orador foi o Pr. João Luiz Melo, da Primeira Igreja Batista de Vila da Penha, no Rio de Janeiro. O link da transmissão ao vivo do culto contou com mais de 2 mil visualizações.

Veja fotos do culto.

Acesse o site da campanha 2018.

Assista ao clipe da música oficial, “Eu Sou”.

O culto começou com uma palavra da igreja anfitriã, representada por Alcenir Ancelmé Mota, pastor de missões da IB Itacuruçá. Segundo ele, que representou o pastor titular, Israel Belo, receber o culto de lançamento oficial da campanha anual de Missões Mundiais é um privilégio.

“E nosso templo lotado mostra a importância desse momento para os batistas brasileiros”, frisou o Pr. Alcenir, que em seguida convocou a Banda Kerygma, da IB Itacuruçá, para um momento de louvor.

Antes de apresentar o conceito da campanha, o Pr. João Marcos agradeceu a presença de quem estava participando do culto e também assistindo à mat_lancamento-campanha_joao-marcostransmissão ao vivo pela internet. Também mencionou a presença de membros da diretoria e organizações da Convenção Batista Brasileira (CBB).

“A ideia da campanha é relembrar algo fundamental. Deus está em missões. Quando Deus revela seu nome, EU SOU, ele o fez a Moisés. Ele contou claramente a Moisés para este dizer ao povo: ‘EU SOU me enviou’”, disse o Pr. João Marcos. “Jesus usa esse mesmo termo para falar de si próprio. Por isso ele foi perseguido e acusado de heresia, por se identificar como o próprio Deus, dizendo ‘EU SOU’. Foi Jesus que disse: ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim’. Entendemos, portanto, que ao falar isso às nações, nós mostramos a elas a esperança que há nele”, completou.

Na sequência, o Pr. João Marcos convidou Alexandre Magnani ao púlpito para, além de apresentar a música oficial da campanha 2018, “Eu Sou”, mat_lancamento-campanha_alexandre-magnanifalar sobre a composição, resultado de mais um ano de parceria com o cantor. (Em 2017, Magnani compôs a música “Até que Ele venha”.)

“Quando recebi o convite, eu estava em uma viagem, ministrando em alguns lugares, mas confesso que fiquei temeroso, mas também com muita expectativa do que poderia acontecer. Aceitei o desafio, porque ‘EU SOU’ é o próprio Deus falando, e entendemos que à luz da Palavra, podemos ser esperança às nações”, afirmou Magnani. “Orei: ‘Senhor, me dê graça e me use mais uma vez’. A canção deste ano tem falado comigo e ao meu coração. Já tenho recebido algumas mensagens, e louvado seja Deus por tudo isso”, destacou o cantor e compositor, antes de conduzir a congregação a cantar “Até que Ele venha” seguida da música oficial deste ano, “Eu Sou”.

Houve também um momento muito especial de dedicação de vidas e ofertas para Missões Mundiais, conduzido pelo coordenador de Promoção e Mobilização Missionária, Pr. Alípio Coutinho. A Banda Kerygma tocou uma música enquanto as pessoas se dirigiam à frente para depositar suas ofertas. Em seguida, o Pr. Sócrates Oliveira de Souza, diretor geral da CBB, fez uma oração de dedicação. Para ele, o culto de lançamento da campanha de Missões Mundiais é uma amostra do que vai acontecer nas igrejas batistas brasileiras este ano.

“O Brasil vai abraçar essa campanha, o hino é muito lindo, muito gostoso de cantar. Acho que esse é o pontapé inicial da grande campanha que vai mat_lancamento-campanha_socrates-oliveiraser este ano”, contou o Pr. Sócrates após o culto.

Durante a mensagem, o Pr. João Luiz Melo afirmou que falar sobre missões é algo muito especial, pois “o próprio Deus se manifestou na humanidade de uma forma missionária, já enviando e vindo, como o próprio Jesus encarnado”.

“E Jesus é o nosso maior exemplo como missionário”, destacou o orador, que pregou com base no texto de João 8.58 (“Respondeu Jesus: Eu lhes afirmo que, antes de Abraão nascer, Eu Sou”), quando Jesus é questionado pelos fariseus.

“Jesus atribui a ele mesmo a expressão ‘EU SOU’. O EU SOU que leva esperança às nações nos lembra de quem é o Senhor e quem são os seus servos. Se temos a dimensão disso, surge a seguinte questão sobre uma palavra que usamos na igreja, e entendo o aspecto legal disso, que é a palavra ‘voluntário’. E tenho criticado muito essa palavra, porque parece que o voluntário não tem compromisso”, disse o Pr. João Luiz Melo. “E a Bíblia nunca falou em voluntário, mas de servo. O servi não diz o que o seu senhor precisa fazer, simplesmente obedece”, completou.

“São inúmeros os exemplos na Palavra, e o exemplo clássico é o de Jonas, cuja vida Deus precisou tratar. E foi algo extraordinário. Jonas foi mat_lancamento-campanha_joao-luiz-meloengolido, vomitado e precisou pregar. Quando Jonas vai às nações para falar de esperança, ele prega o sermão mais curto de toda a história. Entre os dentes, Jonas diz assim, em sete palavras: ‘Ainda quarenta dias e Nínive será subvertida’. Jonas pregava com raiva porque ele queria mais era que o povo de Nínive morresse, mas precisava pregar a uma nação que ele odiava. E sabe o que aconteceu quando Jonas pregou o amor de Deus, mesmo sem amor? Deus salvou uma nação. Imagine se nós falarmos do amor de Deus amando uma nação”, destacou.

O orador também compartilhou um pouco sobre sua experiência no campo missionário, durante uma visita que fez ao Oriente Médio para conhecer a igreja sofredora. Sobre isso, declarou o seguinte: “Eu não consigo mais começar uma celebração na igreja sem antes orar: ‘Senhor, abençoe os nossos irmãos que neste momento não podem fazer o que nós estamos fazendo aqui’”.

Após a mensagem, o Pr. João Marcos convidou novamente Alexandre Magnani para cantar a música “Eu Sou” com a congregação.

por Willy Rangel



Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.