A igreja resiste

27 de junho de 2018

No curto período em que estivemos no Brasil, alguns dos nossos amigos do campo fizeram contato alertando para a realidade de que a perseguição se intensificou nos últimos meses.

O governo central tomou novas medidas para o desenvolvimento econômico do país, e junto com esse desenvolvimento eles falam em “preservar" as tradições locais, fazendo com que religiões vistas como “estrangeiras” sejam mais vigiadas e sofram ainda mais restrições.

Um dos nossos amigos relatou que mais de 50 missionários foram, literalmente, expulsos do país no último mês. Os obreiros da terra e as igrejas nas casas também passam por um período difícil. Algumas igrejas lideradas por missionários locais, e que reuniam mais de 100 pessoas, tomaram a decisão de não mais terem as reuniões maiores e dividiram-se em grupos de, no máximo, 20 pessoas para evitar chamar a atenção.

Um dos nossos centros de treinamento precisou deixar de receber a assistência normal (de 30 alunos) em suas aulas e também reduziu pela metade. Sites locais que, antes, disponibilizavam bíblias online para acesso ou compra tiraram os serviços do ar sob pena de prisão de seus responsáveis. Os exemplos são inúmeros e todos são deste ano. Mas a região não é conhecida por sempre haver perseguição? Sim, é verdade. Mas o que estava acontecendo era que, de forma bastante lenta, a perseguição estava diminuindo em intensidade. Não esperávamos que ela fosse desaparecer, mas que se mantivesse como estava, pelo menos; aliás, essa era a tendência natural uma vez que a igreja subterrânea cresce a cada ano, junto com o desenvolvimento econômico do país. A intensificação da perseguição nos últimos meses surge como um fenômeno inesperado.

Apesar de tudo, sabemos que o EU SOU não foi pego de surpresa; Sua igreja não sucumbirá às dificuldades, a obra não vai parar e vamos seguir celebrando inúmeras vitórias! Peça ao Pai que nos dê perseverança, graça e fé na jornada, e nos faça lembrar que ser perseguido por amor ao Filho é um grande privilégio!
Que o Senhor, em sua riqueza e glória, supra cada uma de suas necessidades.

Ael e Bel Oliveira
missionários no Leste da Ásia



Comente o Artigo

O seu endereço de email não será publicado.