História JMM

Antecedentes e fundação

Textos de Othon Ávila Amaral, historiador, membro da IB Betel em Mesquita (RJ)

Os batistas brasileiros há 110 anos, por ocasião da reunião anual da União das Igrejas em Cristo do Sul do Brasil, constituída pelas igrejas do Rio de Janeiro (1884), de Campos/RJ (1891), de Niterói/RJ (1892), de São Fidélis/RJ (1894), de Juiz de Fora/MG (1889), de Barbacena/MG (1892) e de Santa Bárbara d'Oeste/SP (1871), reuniram-se a fim de levantar dinheiro para sustentar um missionário. E a União, durante sua curta existência, muito se esforçou para o desenvolvimento do espírito missionário. Dois anos depois, em Juiz de Fora/MG, a União permanecia com os mesmos propósitos e os representantes das igrejas deliberaram fervorosamente a necessidade de sustento próprio a fim de ajudar na evangelização do Brasil e do mundo. O assunto foi tão entusiasticamente debatido que foi votado, por unanimidade, sustentar um obreiro nacional da África. Tais antecedentes comprovam o amor que os brasileiros têm pela obra missionária.

A Junta de Missões Estrangeiras, seu nome original, surgiu mediante parecer apresentado pelo missionário Willim B. Bagby na sexta sessão, no último dia da Convenção, em 27 de junho de 1907. Foram membros da histórica e altamente qualificada comissão: Salomão Luiz Ginsburg, Eurico Alfredo Nelson, Albert Lafayette Dunstan e Francisco Fulgêncio Soren.

Na mesma assembleia dois mensageiros, Eurico Alfredo Nelson e W. H. Cannada, propuseram, com apoio, que a Junta recém-criada enviasse o missionário Bagby ao Chile para conhecer os batistas ali existentes e definir se aquele país deveria ser, ou não, o primeiro campo missionário estrangeiro dos batistas brasileiros; e também que a Junta de Missões Estrangeiras estudasse a possibilidade de abrir um trabalho batista em Portugal.

 


Um pouco mais da nossa história

Biografia – Pr. João Marcos Barreto Soares

jm

O Pr. João Marcos Barreto Soares foi eleito, como novo Diretor Executivo da Junta de Missões Mundiais (JMM), pelo Conselho Geral da Convenção Batista Brasileira (CBB), no dia 18 de novembro de 2009. Ele tomou posse no cargo durante a Noite Missionária na 90ª Assembleia da Convenção Batista Brasileira (CBB), em Cuiabá/MT, no dia 25 […]

Saiba mais

O primeiro missionário

globo-310

João Jorge de Oliveira (1882-1957) foi o primeiro missionário das igrejas batistas do Brasil em Portugal. Converteu-se na Congregação Batista do Engenho de Dentro/RJ, em 1898, quando tinha 16 anos, ouvindo o vibrante evangelista Pedro Sebastião Barbosa (1858?-1921), decisão confirmada posteriormente após ouvir outro grande evangelista, Florentino Rodrigues da Silva. Estudou nos Estados Unidos, na […]

Saiba mais

Os primeiros campos

bussola-310

No parecer para a criação da Junta, o missionário menciona uma carta recebida que noticiava a existência de batistas trabalhando na Missão da Aliança, e que, por meio deles, já havia cerca de 900 batistas no país andino que desejavam ser organizados em igrejas batistas. Tal carta foi entregue pelo pastor Carlos Roth, missionário de […]

Saiba mais